MSP432 Development Kit – Essa você vai querer!

MSP432
MSP432

O que é uma MSP432? – Pense num Arduino magnífico; multiplique por 2 (Arduino) Mega e você terá essa belezinha!

Se você está procurando por uma placa FF (forte e fácil), você acabou de encontrá-la, meu caro. Não é o que mais importa, mas olha o charme; é como comprar um Arduino original da Itália que vem na caixinha, mas adicionalmente vem um cabo e o pinout (que você também pode referir-se a ele diretamente no datasheet)! Tabelinha linda!

Se fosse só isso, talvez o post não fosse tão significativo, mas não me detenho de ansiedade – essa board não pode ser comparada aos Arduinos tradicionais.

A MSP432 tem características muito especiais, mas antes de falar de suas características de hardware, vou deixá-lo mais empolgado, falando do software.

É comum para hobistas ser resistente a mudanças. Tem lá a IDE do Arduino, o cara já pegou as manhas, tudo que ele quer fazer já sai rapidinho. Aí chega uma placa diferente. Vai encarar? – Se for essa aqui, ah, meu amigo – vai encarar sim!




Energia IDE para MSP432

Energia IDE
Energia IDE

Essa IDE para MSP432 – e algumas outras – (clique no título acima para ir ao site) é igual a do Arduino; IGUAL, exceto pela cor. Com ela, você poderá programar de forma transparente, então, esqueça que essa board é uma MSP432, trate-a como um Arduino. Mas o que você ganha com isso afinal, não é mesmo? – Eu pergunto, eu mesmo respondo – Mas não agora. Agora vou falar de uma segunda opção de IDE, que é o CCS. O CCS (Code Composer Studio) é a IDE oficial para desenvolvimento utilizando essa board. Creio que trata-se de um Eclipse com os plugins, não sei ao certo porque ainda não programei nela, mas obviamente farei um tutorial exclusivo a respeito tão logo seja possível. Enfim, o momento é de curtir a placa, pegar uma intimidade e depois testar coisas novas.

Agora vamos às razões pela qual ela é mais interessante que um Arduino convencional.

msp432_specs

Como você pode ver na tabela kibada do site oficial , e talvez você ache até que te enganei, mas estou falando de uma CPU ARM Cortex-M4F. Até o nome é forte!

Essa board tem um clock razoável de 48MHz (pouco, se comparado ao ESP8266, que tem um clock de 80MHz), mas lembre-se que estamos falando de uma MCU de 32bits. Os demais recursos dela são tão generosos quanto sua arquitetura permite que sejam, mas o que mais me impressionou logo de cara foi seu canal ADC de 14 bits! Inimaginável a precisão desse monstrinho!

Lógico que você encontra todos os recursos esperados em qualquer MCU parruda, mas esse gigante tem 4 timers de 16 bits e 2 timers de 32bits. Consegue imaginar isso? Babei na camisa!

Tem suporte a criptografia AES256 (!), e o mais fantástico que eu vi acima de tudo –  é o primeiro hardware de 32bits de baixo consumo, operando  de 1.62v à 3.7v. Seu consumo é de 90μA/MHz, ou seja, você pode calcular o consumo pelo processamento atribuido ao Brucutu aí! Em standby ele praticamente pode ser alimentado na bunda de um vagalume, pois só consome 0.85 MICRO AMPEREZZZZ.

Aqueles cuidados todos devem ser tomados em hardware que opera a 3v, portanto uma leitura no datasheet é fundamental. Se você não tem experiência com timers, te faço uma boa recomendação em ler esse artigo esmiuçado sobre timer com PIC e esse outro com Arduino.

Convencido? Não? – Ok, agora o fatality pra te convencer – Essa belezinha tem RTC nativa com calendário e alarme! Imagine não precisar de nenhum componente externo, menor consumo de energia, funções extras, processamento incrível, memória aos montes e tanto GPIO que e até dificil de esgotar! Conseguiu imaginar tudo isso? Nessa board você tem mais recurso que um UNO, um Leonardo, um Mega, um DUE e montes de PICs, se considerarmos as arquiteturas desde 8 bits. E o custo? Não quero escrever valores para não deixar o post desatualizado no futuro, mas custa menos que um Mega com cabo. Antes que você possa argumentar qualquer coisa com esse monitor – tem mais – ele tem processamento digital de sinais (DSP)!




Ainda tem outra questão, que é o suporte às bibliotecas. Você poderia pensar que não há desenvolvimento ativo, mas aí seria um engano seu. Vou demonstrar a utilização do RTC dessa board com uma biblioteca desenvolvida pela comunidade. A biblioteca você pode baixar nesse link. Instruções detalhadas de seu uso, você encontra aqui. Uma comunidade de usuários (o que me inclui) você encontra no facebook através desse link.

Pra finalizar, não – não sou eu quem está vendendo e não ganho absolutamente nada, só estou recomendando o vendedor para que você não leia um artigo sobre uma placa fantástica como essa e depois vá dormir com lombrigas na barriga, mas se tiver outra referência de vendedor, pode até colocar aí nos comentários!

Agora algo que talvez não te deixe tão feliz –  Vira e mexe acaba o estoque dessa board vendida pelo Fritzing. No ato da escrita desse post, a venda estava pausada (talvez na publicação já tenha o produto novamente, experimente), mas eis o link para o produto.

No video você vê os detalhes do hardware e algumas brincadeiras.

Inscreva-se no nosso newsletter, alí em cima à direita e receba novos posts por email.

Ou ainda, no rodapé, pelo disqus.

Siga-nos no Do bit Ao Byte no Facebook.

Prefere twitter? @DobitAoByte.

Inscreva-se no nosso canal Do bit Ao Byte Brasil no YouTube.

Próximo post a caminho!

Comments

comments

Djames Suhanko

Djames Suhanko é Perito Forense Digital. Já atuou com deployer em sistemas de missão critica em diversos países pelo mundão. Programador Shell, Python, C, C++ e Qt, tendo contato com embarcados ( ora profissionalmente, ora por lazer ) desde 2009.

Deixe uma resposta