Eletrônica digital com Arduino – introdução à linguagem C – parte 5

Vamos finalizar a introdução ao C no próximo post. Ele será um pouco mais longo, porque vamos introduzir a entrada de dados do usuário para poder criar alguns algorítmos de exemplo.
Existe uma coisa importantíssima na linguagem C, que são os chamados ‘ponteiros’, e ainda não falaremos deles, mas vamos falar agora do endereço de memória de uma variável.

Quando se cria uma variável, ela será alocada em algum endereço da memória. Para guardar um valor nela a partir de uma fonte externa (no caso o teclado), deve-se dizer ao programa que aquele tipo de dado será armazenado no endereço da variável escolhida. Vamos fazer o exemplo do yes/no utilizando a função scanf(). A lógica primeiramente:

1 - iniciar o código
2 - criar uma variavel para guardar um caractere
3 - exibir uma mensagem ao usuário
4 - coletar o valor 'y' para sim e 'n' para não
5 - exibir a escolha do usuário

Esse processo descrito se chama ‘algorítmo’ – a lógica empregada para atingir um objetivo. Transformando isso em código, seria algo como:

//1
void main()
{
//2
char yesNo;

//3
printf("Voce gosta de banana (y/n)?");

//4
scanf("%c",&yesNo);

//5
printf("Sua escolha foi %cn",yesNo);

}

Simples assim. No ítem 4, repare que o scanf espera um caractere (um char, descrito com %c) e guarda no endereço de yesNo (utilizando a sinalização &yesNo).

No próximo artigo vamos utilizar o scanf(), os if e else e o loop em 3 exemplos incrementando um único algorítmo. A partir de então teremos condições de iniciar a manipulação de código para o Arduino e iniciaremos incrementando o exemplo do LED, fazendo tocar um beep quando o LED piscar, caso o botão de ligar o som seja pressionado. Ou seja; nosso primeiro projeto de Arduino envolverá um LED, um buzzer, um resistor, um botão e alguns fios. O projeto será montado sobre a protoboard (ou breadboard, como preferir), interligando-a com o Arduino UNO.
Já compraram seu kit? Ainda dá tempo de fazermos juntos.

Comments

comments

Djames Suhanko

Djames Suhanko é Perito Forense Digital. Já atuou com deployer em sistemas de missão critica em diversos países pelo mundão. Programador Shell, Python, C, C++ e Qt, tendo contato com embarcados ( ora profissionalmente, ora por lazer ) desde 2009.

Deixe uma resposta