Acender LED em 110v

Li por esses dias um artigo em um site de tecnologia que relatava um produto como uma idéia revolucionária; trata-se de um espelho de tomada com LEDs iluminando a parte baixa do espelho, criando assim um ítem de decoração:
ledsEspelho

Por se tratar de algo bastante simples de executar, resolvi escrever um post para mostrar como fazê-lo.

Antes de seguir adiante, tenha em mente que a tensão de 110v pode ser o suficiente para te matar dependendo das circunstâncias. Pode por fogo na sua casa, incendiar a de seus vizinhos, matar em massa e daí por diante. Tendo tudo isso em mente, se você se sente confortável para o experimento, é maior de idade, mora sozinho ou tem autorização do proprietário do imóvel para fazer brincadeiras na rede elétrica, continue a leitura.

Também quero deixar claro que não sou responsável por nenhum ato de estupidez advinda de outrém cuja ação resulte em reação não desejada.

Os componentes

Iniciando a receita, temos aqui os componentes necessários para o modelo mais simples dessa nossa experiência:
1 resistor de 5kohms 10w
1 diodo 1N4004
2 LEDs de alto-brilho (5mm)




O consumo do LED é de 25mA. É um consumo tão baixo que pode ser aceso com água, sal e uma latinha de alumínio. Se quiser fazer essa bateria caseira, recomendo que veja esse post do Manual do Mundo.

Se você acha muito complexo, você também pode acender o LED diretamente em alguns limões como você pode ver nesse outro post do Manual do Mundo.

Dito isso, fica a seu critério manter o LED acesso 24 horas por dia, sabendo que isso não significará nada em sua conta de luz.

Contra minha afirmação, você encontrará muitos lugares relatando um consumo que pode passar de 1 real ao mês por manter um aparelho doméstico na tomada e atribuem ao LED o consumo da energia – o que é um erro. Digo isso porque ao exemplo, uma TV ou um blue-ray ficam em modo stand by, onde há um conjunto maior de componentes e um circuito. Tudo claro? Então ok.

Então, no circuito mais simples que fiz o esquema fica assim:
led-110

O resistor que coloquei de 10w é enorme, como se pode ver no video ao final do artigo.

Mas em seguida falei com um amigo (Denis Veingartner) especialista em eletrônica e ele me recomendou utilizar um resistor de 5kohms comum. Como só tinha de 10k, coloquei 2 em série e ficou ótimo, esquentando tanto quanto o outro em proporção. Nesse segundo modelo também tirei um dos resistores de 330ohms. Então tornei a falar com ele e a sugestão foi: Coloque mais um resistor de 10k em série para reduzir o aquecimento e diminuir o consumo.

E voilá!

Então o circuito fica mais compacto além de menos arriscado, podendo agora ser utilizado para o fim decorativo da imagem inicial desse post.

O circuito recomendado então fica sendo este:
led-110-melhorado

E um video de 30 segundos apenas para provar o conceito:

Espero que este simples post lhe abra horizontes como abriu para mim. Por exemplo, agora fica simples utilizar uma micro-controladora PIC diretamente dentro da caixa de energia. Isso torna possível utilizar um sensor de linha para proximidade (como fiz neste post) e ligar a lampada da sala simplesmente passando a mão diante do sensor. Dá pra fazer uma rede RS485 dentro da caixa da tomada e fazer uma casa inteligente, controlada por uma central e daí por diante, tudo graças a minimalização eletrônica.

ATUALIZADO (04.04.2014)

Como havia prometido, procurei a maneira mais simples de utilizar um LED no espelho. Existem alguns modelos de interruptor que tem o encaixe para uma pequena lâmpada de neon, mas essas lampadinhas custam uma fábula. Então em prol da ciência eu destrui decompus o acoplamento dessa lâmpada e lá vi um resistor mediocre de 2.5ohms do tamanho de uma pulga e NADA mais além disso.

Bem, então fui obrigado a fazer um substituto para a lâmpada que já não está mais entre nós. Utilizei um LED branco de alto brilho, e fiquei muito contente com o resultado.

Enquanto um par (só vende em par) dessa lampadinha neon custa em torno de 16 reais (não lembro se era mais), com menos de 1 real você faz um mais bonito, digo assim de passagem.

O esquema é tão simples nesse caso que dispensa desenho:
resistor 47k, diodo 1N4007, LED. Só isso!

Já para a iluminação tal qual a pseudo-foto do espelho no início desse post, Denis me orientou a fazer de uma maneira que ficou muito mais interessante, utilizando o seguinte material:
2 resistores 47k em paralelo
1 diodo 1N4007
1 LED de alto brilho
1 capacitor 10 uF 50v.

O brilho ficará um pouco mais intenso e apesar dos seus olhos não perceberem antes de testar os dois últimos exemplos, a luz será mais constante porque a corrente alternada da nossa tomada ‘pulsa’ 60 vezes por segundo e o capacitor ajudará a compensar a diferença quando a onde estiver baixa.

O circuito para o segundo exemplo fica assim:

led_na_tomada_bb

Como fazer para que o LED só fique aceso quando a lâmpada estiver apagada?
Resposta: Acione o interruptor.




Quando você liga a lâmpada através do interruptor, haverá um fluxo constante entre o fase e o neutro (não esqueça que a lâmpada está entre o fase e o neutro), então não havendo aterramento para o LED, ele se manterá apagado (e não, ele não consumirá energia). Quando você apaga a lâmpada o LED volta a aterrar. Ou seja, não precisa de absolutamente nenhum circuito inteligente para a tarefa.

Se gostou, não deixe de compartilhar; dê seu like no video e inscreva-se no nosso canal Do bit Ao Byte Brasil no YouTube.

Prefere seguir-nos pelo facebook? Basta curtir aqui.

Prefere twitter? @DobitAoByte.

Próximo post a caminho!

Comments

comments

Djames Suhanko

Djames Suhanko é Perito Forense Digital. Já atuou com deployer em sistemas de missão critica em diversos países pelo mundão. Programador Shell, Python, C, C++ e Qt, tendo contato com embarcados ( ora profissionalmente, ora por lazer ) desde 2009.

Deixe uma resposta